background image
1
EXPANSÃO DA CEMIG
E O PROGRAMA MINAS PCH
Belo Horizonte, 13 de maio de 2005
Celso Ferreira
Diretor de Planejamento, Projetos e Construções
background image
2
Transmissão
Programa Minas PCH
Investimentos da Cemig em Expansão
Geração
background image
3
Geração
Transmissão
Programa Minas PCH
Investimentos da Cemig em Expansão
Investimentos da Cemig em Expansão
background image
4
PROGRAMA DE INVESTIMENTOS DA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO
Ref.: Junho/2005
2.005
2.006
2.007
2.008
2.009
Geradora
473,5
125,1
106,0
45,5
44,5
Transmissora
111,9
131,1
160,3
125,4
101,4
Holding
111,7
214,0
348,5
340,3
64,0
- Geração
52,4
120,4
284,1
288,0
64,0
- Transmissão
59,3
93,6
64,4
52,3
0,0
Total
697,1
470,2
614,8
511,2
209,9
Valores em Milhões de R$
background image
5
Transmissão
Programa Minas PCH
Geração
Geração
Investimentos da Cemig em Expansão
background image
6
Crescer até o limite regulatório, via aquisição ou
construção de usinas;
Participar dos leilões da expansão e buscar
oportunidades de aquisição de ativos
existentes, para crescer e agregar valor;
Crescer tanto em geração hidrelétrica como em
termelétrica;
Investir em estudos sobre os empreendimentos
hidrelétricos futuros.
DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO
background image
7
Geração Existente
background image
8
CAPACIDADE DE GERAÇÃO EXISTENTE
Ref.: Abril/2005
em MW
10 grandes usinas
5.220
27 pequenas usinas (PCHs)
133
Subtotal
5.353
243
2 grandes usinas
133
5 PCHs
37
Subtotal
170
Subtotal - Hidráulica
5.766
Cemig - 2 usinas
131
53
Subtotal - Térmica
184
Eólica
Cemig - 1 usina
1
TOTAL
5.951
53 Usinas em Operação (Empresas Cemig)
Cemig
Hidráulica
Térmica
Consórcios com participação da Cemig - 4 grandes usinas
(Parte da Cemig de um total de 607 MW)
Empresas controladas pela Cemig - 2 usinas
Empresas controladas pela
Cemig
background image
9
Usinas em Construção
background image
10
AHE CAPIM BRANCO II
210 MW
AHE CAPIM BRANCO I
240 MW
AHE IRAPÉ
360 MW
AHE AIMORÉS
330 MW
USINAS EM CONSTRUÇÃO
background image
11
AHE AIMORÉS
Empreendedores: Cemig ­ 49%
CVRD ­ 51%
Vista da Barragem Principal
background image
12
· Localização:
Rio Doce, no município de Aimorés (MG)
· Potência:
330 MW
· Energia Assegurada:
1.506.720 MWh/ano
· Início das Obras:
Maio/2001
· Início da Geração:
1ª Unidade ­ Junho/2005
2ª Unidade ­ Agosto/2005
3ª Unidade ­ Agosto/2005
· Consórcio Construtor: Consórcio Brasileiro de Aimorés ­ CBA, composto por:
Construtora Queiroz Galvão e Voith Siemens Hydro
Power
· Orçamento Total
R$ 449.085.693,00 em moeda de maio/1999
Empreendimento:
R$929.083.288,40 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
AHE AIMORÉS
background image
13
Empreendedor: Cemig ­ 100%
AHE IRAPÉ
Vista Geral da Barragem
background image
14
· Localização:
Rio Jequitinhonha, nos municípios de Berilo e Grão-Mogol
(MG)
· Potência:
360 MW
· Energia Assegurada:
1.807.188 MWh/ano
· Início das Obras:
Abril/2002
· Início da Geração:
1º Trimestre/2006
· Consórcio Construtor: Consórcio Construtor Irapé ­ CCI, composto por: Andrade
Gutierrez, Norberto Odebrecht, Hochtief, Ivaí Engenharia e
Voith Siemens Hydro Power
· Orçamento Total do
R$ 714.791.743,00 em moeda de fevereiro/2001
Empreendimento:
R$ 1.198.027.459,80 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
AHE IRAPÉ
background image
15
Empreendedores:
COMPLEXO ENERGÉTICO CAPIM BRANCO
AHE Capim Branco I
Vista das Obras
AHE Capim Branco II
Vista das Obras
Cemig- 21,05%
CVRD - 48,42%
CMM - 12,63%
Com. Agr. Paineiras - 17,90%
background image
16
· Característica:
Formado pelos Aproveitamentos Hidrelétricos de Capim
Branco I e Capim Branco II
· Localização:
Rio Araguari, nos municípios de Araguari e Uberlândia(MG)
· Potências:
240 MW (I) e 210 MW (II)
· Energias Asseguradas: 1.357.800 MWh/ano (I) e 1.147.560 MWh/ano (II)
· Início das Obras: Setembro/2003 (I) e Março/2004 (II)
· Início da Geração: Janeiro/2006 (I) e Dezembro/2006 (II)
· Consórcio Construtor: Consórcio Construtor Capim Branco ­ CCCB, composto
por: Construtoras Andrade Gutierrez, Norberto
Odebrecht e Queiroz Galvão, Leme, Intertechne,
Engevix, Voith Siemens e Vatech
· Orçamento Total do
R$ 788.434.000,00 em moeda de fevereiro/2003
Empreendimento:
R$ 920.529.358,00 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
COMPLEXO ENERGÉTICO CAPIM BRANCO
background image
17
Novos Negócios de Geração
background image
18
APROVEITAMENTOS DO PRÓXIMO LEILÃO DE ENERGIA NOVA
Aproveitamentos de maior interesse da Cemig
Aproveitamentos
Rio
Unidade da
Federação
Potência
(MW)
Ipueiras Tocantins
TO
480
Telêmaco Borba
Tibagi
PR
114
Salto Grande
Chopim
PR
53
Baguari Doce
MG
140
Mauá
Tigabi
PR
388
Retiro Baixo
Paraopeba
MG
82
Itaguaçu Claro
GO
130
Foz do Rio Claro
Claro
GO
68
Simplício Paraíba
do
Sul
MG/RJ
323
Paulistas São
Marcos
GO/MG
81
Mirador Tocantinzinho
GO
80
Cambuci
Paraíba do Sul
RJ
50
Barra do Pomba
Paraíba do Sul
RJ
80
Baixo Iguaçu
Iguaçu
PR
340
Dardanelos Aripuanã
MT
256
Passo São João
Ijuí
RS
81
São José
Ijuí
RS
45
Total
2.791
background image
19
APROVEITAMENTOS DE MAIOR INTERESSE DA CEMIG
ITAGUAÇU (GO)
130 MW
RETIRO BAIXO
82 MW
BAGUARI
140 MW
SIMPLÍCIO
323 MW
FOZ DO RIO CLARO (GO)
68 MW
background image
20
Investimentos da Cemig em Expansão
Geração
Programa Minas PCH
Transmissão
Transmissão
background image
21
Crescer, visando ficar entre as 5 maiores
empresas do negócio de transmissão do país
em receita permitida;
Participar de todos os leilões da expansão e
buscar oportunidades de aquisição de ativos
existentes, para crescer e agregar valor;
Atuar em todo o mercado nacional.
DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO
background image
22
Transmissão Existente
background image
23
REDE BÁSICA EXISTENTE
Ref.: Dezembro/2004
Tensão (kV)
Extensão (km)
230 kV
751,9
345 kV
1.941,7
500 kV
2.163,8
Total
4.857,4
Quantidade de Subestações
32
Potência Instalada
15.393 MVA
Linhas de Transmissão
Subestações Abaixadoras da Transmissão
background image
24
Sistemas de Transmissão em Implantação
background image
25
SISTEMAS DE TRANSMISSÃO EM IMPLANTAÇÃO
Montes Claros 2 Irapé
Furnas
Itutinga
Juiz de Fora 1
Aimorés
Mascarenhas
Araçuaí
Pimenta
140 km
345 kV
65 km
230 kV
140 km
345 kV
12 km
230 kV
67 km
345 kV
background image
26
LT IRAPÉ ­ MONTES CLAROS 2
Empreendedor: Companhia Transleste de Transmissão
Vista da Área da Futura SE Irapé
· Cemig - 25%
· Furnas - 24%
· Alusa - 41%
· Orteng - 10%
background image
27
· Objetivo: Interligar o AHE Irapé ao sistema interligado nacional
· Descrição: Construção de LT de 345 kV, com 140 km de extensão
Construção da SE Irapé 345 kV
Ampliação da SE Montes Claros 2
· Início das Obras:
Janeiro/2005
· Início da Operação:
Dezembro/2005
· Consórcio Construtor:
Consórcio Alusa ­ Orteng
· Orçamento Total: R$ 106.670.197,00 em moeda de setembro/2003
R$ 121.699.699,00 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual da Cemig: R$ 4.408.940,00 em moeda de junho/2003
R$ 5.087.735,05 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
LT IRAPÉ ­ MONTES CLAROS 2
background image
28
LT IRAPÉ ­ ARAÇUAÍ 2
Empreendedor: Companhia Transirapé de Transmissão
Local da SE Irapé
Local da SE Araçuaí 2
· Cemig - 24,5%
· Furnas - 24,5%
· Alusa - 41%
· Orteng - 10%
background image
29
· Objetivo:
Disponibilizar a energia do AHE Irapé, aumentando a
oferta para o Vale do Jequitinhonha e Região Leste de MG
· Descrição:
Construção de LT de 230 kV, com 65 km de extensão
Ampliação da SE Irapé
Construção da SE Araçuaí 2
· Início das Obras:
Dezembro/2005
· Início da Operação:
Setembro/2006
· Consórcio Construtor:
Consórcio Alusa ­ Orteng
· Orçamento Total:
R$63.774.900,00 moeda de setembro/2004
R$ 65.023.088,69 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual da Cemig: R$ 2.526.200,00 em moeda de setembro/2004
R$ 2.575.642,25 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
LT IRAPÉ ­ ARAÇUAÍ 2
background image
30
LT ITUTINGA ­ JUIZ DE FORA 1
Empreendedor: Companhia Transudeste de Transmissão
SE Itutinga
SE Juiz de Fora 1
· Cemig - 24%
· Furnas - 25%
· Alusa - 41%
· Orteng - 10%
background image
31
· Objetivo:
Interligar as regiões Sul e Mantiqueira, aumentando a
oferta de energia e a confiabilidade nestas regiões
· Descrição:
Construção de LT de 345 kV, com 140 km de extensão
Ampliação da SE Itutinga
Ampliação da SE Juiz de Fora 1
· Início das Obras:
Dezembro/2005
· Início da Operação:
Novembro/2006
· Consórcio Construtor:
Consórcio Alusa ­ Orteng
· Orçamento Total:
R$ 74.052.222,00 em moeda de julho/2004
R$ 76.951.941,21 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual da Cemig: R$ 2.808.000,00 em moeda de junho/2004
R$ 2.956.125,55 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
LT ITUTINGA ­ JUIZ DE FORA 1
background image
32
LT FURNAS ­ PIMENTA
Empreendedor: Companhia de Transmissão Centroeste de Minas
· Cemig - 51%
· Furnas - 49%
background image
33
· Objetivo: Reforçar o atendimento à região, aumentando a oferta de
energia e dando-lhe maior confiabilidade
· Descrição: Construção
de
LT
de 345 kV, com 67 km de extensão
Ampliação da SE Furnas
Ampliação da SE Pimenta
· Início das Obras:
Dezembro/2005
· Início da Operação:
Setembro/2006
· Fornecedores Principais: Vatech, Alubar, Brametal, Tabocas e Marte
· Orçamento Total:
R$ 41.315.699,40 em moeda de julho/2004
R$ 42.933.529,68 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual da Cemig: R$ 4.161.600,00 em moeda de junho/2004
R$ 4.381.129,66 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
Dados Básicos
LT FURNAS ­ PIMENTA
background image
34
Dados Básicos
· Empreendor: Cemig ­ 100%
· Objetivo: Interligar o AHE Aimorés ao sistema interligado nacional,
propiciando o escoamento da energia gerada na usina
de Aimorés
· Descrição:
Construção de LT de 230 kV, com 12 km de extensão
Instalação de seção de LT 230 kV na SE Aimorés
Instalação de seção de LT 230 kV na SE Mascarenhas
· Início das Obras:
Agosto/2005
· Início da Operação:
Fevereiro/2006
· Fornecedores: Não
definido
· Orçamento Total:
R$ 7.911.400,00 em moeda de março/2004
R$ 8.656.922,53 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual da Cemig: R$ 1.686.564,30 em moeda de novembro/2003
R$ 1.907.561,47 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
LT2 AIMORÉS ­ MASCARENHAS
background image
35
Conjunto de Obras de Reforço no Sistema de Transmissão
· Empreendedor:
Cemig ­ 100%
· Objetivos:
- Atender às necessidades de compensação de energia reativa
- Atender a recomendação da "Força Tarefa de Avaliação da
Segurança do Sistema Interligado Brasileiro", criada após a
ocorrência do "black-out" de março/1999.
· Descrição:
- Instalação de reatores na SE São Gotardo 2
- Instalação de disjuntores para manobra de reatores nas
SEs Pimenta, Jaguara, Emborcação e Ouro Preto 2
· Início das Obras:
Julho/2005
· Início da Operação: Fevereiro/2006
· Fornecedores:
ABB, Areva e Siemens
· Orçamento Total:
R$ 58.537,00 em moeda de agosto/2003
R$ 67.574.728,15 corrigidos pelo IGP-M para
dezembro/2004
· Receita Anual: R$ 10.497.000,00 em moeda de setembro/2003
R$ 11.975.994,00 em moeda de dezembro/2004
OUTRO EMPREENDIMENTO DE DESTAQUE
background image
36
Novos Negócios de Transmissão
background image
37
SISTEMAS DE TRANSMISSÃO PREVISTOS PARA O PRÓXIMO LEILÃO
Empreendimento
Unidade da
Federação
Tensão
(kV)
Extensão
(km)
Interligação Norte-Sul III - Trecho 1
LTs Marabá/Itacaiunas/Colinas/Carajás
PA/TO 500
459
Interligação Norte-Sul III - Trecho 2
LTs Miracema/Gurupi/Peixe Nova/Serra da Mesa 2
TO/GO
500
688
Interligação Norte-Sul III - Trecho 3
LTs Luziana/Samambaia/Paracatu/Emborcação
DF/GO/MG
500
726
LT Expansão da Interligação Norte-Sul III
Emborcação/Nova Ponte/São Gotardo/Bom Despacho/Estreito/Itumbiara
MG 500
677
LT Presidente Dutra - São Luís II
MA
500
301
LT Funil - Veracel
BA
230
225
LT Campos Novos - Pólo
SC/RS
525
273
LT Barra Grande - Lages - Rio do Sul
SC
230
195
LT Tijuco Preto - Itapeti - Nordeste
SP
345
50
Lotes de maior interesse da Cemig
background image
38
· Empreendedores:
Cemig ­ direito de participação de até 49%
Alusa
· Localização:
Região Central do Chile
· Objetivo:
Reforçar o fornecimento de energia para a região de
Temuco, cidade com um dos maiores índices de
crescimento do Chile.
· Descrição:
Concessão de serviços de operação, manutenção e
construção de uma linha de transmissão na tensão de
220 kV, com 200 km de extensão e duas seções de linha
de transmissão nas SEs Charrua e Nueva Temuco.
· Início das Obras:
Junho/2005
· Início da Operação:
Janeiro/2008
· Financiamento 70% do investimento
· Orçamento Total:
US$ 59.467.000,00
· Receita Anual Total:
US$ 6.500.000,00
LT Charrua ­ Nueva Temuco
PARTICIPAÇÃO EM LICITAÇÃO NO CHILE
background image
39
Investimentos da Cemig em Expansão
Geração
Transmissão
Programa Minas PCH
Programa Minas PCH
background image
40
Inauguração PCH Xicão ­ Cemig
Inauguração PCH Xicão ­ Cemig
Antiga Casa de Máquinas da Usina de
Marmelos ­ CME
Antiga Casa de Máquinas da Usina de
Marmelos ­ CME
MG - VOCAÇÃO HISTÓRICA, CULTURAL E GEOGRÁFICA
background image
41
Pioneirismo
Primeira usina hidrelétrica do Brasil: Usina do
Ribeirão do Inferno, em Diamantina ­ 1883;
Primeira usina para uso público na América Latina:
Usina de Marmelos, em Juiz de Fora ­ 1889;
Universidades com tradição e centros de excelência;
Cemig: - experiência em projeto,construção,
gestão, operação e manutenção;
- possui 32 PCHs em operação, totalizando
170 MW de potência instalada;
Minas Gerais - caixa d'água natural: 70 PCHs
em operação (308 MW).
MG - VOCAÇÃO HISTÓRICA, CULTURAL E GEOGRÁFICA
background image
42
POTENCIAL INVENTARIADO DE PCHS EM MINAS GERAIS
Paranaíba
Jequitinhonha
São Francisco
Paraíba do Sul
Grande
Pardo
Doce
Mucuri
Piracicaba
15 PCHs ­ 78 MW
44 PCHs ­ 418 MW
40 PCHs ­ 421 MW
90 PCHs ­ 1.111 MW
50 PCHs ­ 682 MW
5 PCHs ­ 65 MW
2 PCHs ­ 36 MW
6 PCHs ­ 37 MW
Nº PCHs: 252
Pot. Total: 2.848 MW
background image
43
Fidelização de consumidores A4 da Cemig,
sendo este o foco principal do Programa
Minas PCH;
Conquista de consumidores A4 de fora de
Minas Gerais;
Preservação do mercado, minimizando o
risco de perda de clientes para outras
empresas que venham a implantar PCHs.
FATORES MOTIVADORES
background image
44
Empresas autorizadas pela Aneel a
implantar e explorar empreendimentos de
PCHs no Estado de Minas Gerais;
Cemig;
Investidores;
Financiadores (BDMG, BNDES e outros);
Consumidores de energia elétrica.
AGENTES
background image
45
Resolução Aneel Nº 77, de 18 de agosto de 2004
Permite a redução de 50% nas tarifas de uso
dos sistemas transmissão e de distribuição;
Redução incide na produção e no consumo da
energia comercializada;
Redução aplicável à energia produzida por
PCHs, destinadas à produção independente ou
à autoprodução.
ALAVANCADOR DO PROGRAMA
background image
46
Implantação e exploração de PCHs em Minas
Gerais, através de Empresas de Propósito
Específico ­ SPEs, tendo como acionistas
Empresas e Investidor(es) e a Cemig;
Participação acionária da Cemig de até 49%;
Comercialização da energia através de contrato
de venda (PPA) que será firmado, entre a SPE e
o consumidor.
ESTRUTURA DO NEGÓCIO
background image
47
13 PCHs com Acordo de Confidencialidade
assinado, com 173 MW de potência
instalada, das quais 03 têm Licença
Ambiental de Instalação ­ LI e 08 têm
Licença Ambiental Prévia ­ LP;
20 PCHs cadastradas com 340 MW de
potência instalada, das quais 01 tem LP;
23 investidores independentes cadastrados.
SITUAÇÃO ATUAL
background image
48
EXPANSÃO DA CEMIG
E O PROGRAMA MINAS PCH
Belo Horizonte, 13 de maio de 2005
Celso Ferreira
Diretor de Planejamento, Projetos e Construções